quinta-feira, 19 de maio de 2011

SEMELHANÇA ENTRE CRISTIANISMO E PATRÍSTICA


       
     Patrística é o corpo doutrinário que se constituiu com a colaboração dos primeiros pais da igreja, veiculado em toda a literatura cristã produzida entre os séculos II e VIII, exceto o Novo Testamento. O título “Pai” surgiu devido à reverência que muitos cristãos tinham pelos bispos dos primeiros séculos. A estes chamavam carinhosamente de “Pais” devido ao amor e zelo que tinham pela Igreja, mais tarde, porém, este termo foi sacralizado pelos escritores eclesiásticos e mais tarde Gregório VII reivindicou com exclusividade o termo “Papa”, ou seja, “Pai dos pais”.
            No final do século I com a morre do último dos apóstolos, João, em Éfeso, terminava a era apostólica e começava um novo período para a igreja. O chamado período Pós-Apostólico de intenso desenvolvimento do pensamento cristão. É importância analisar a doutrina dos chamados “pais da igreja”, pois, foram responsáveis pela teologia que até hoje serve como base para a Igreja.
   

segunda-feira, 16 de maio de 2011

O ATLETA DE CRISTO



I CO 9.24 “Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis”.
O Apóstolo Paulo comparou a vida cristã a uma corrida de atletismo em um estádio; comparando ele mesmo, com um atleta. O atleta, para alcançar a vitória, antes passa por um longo período de preparo, disciplina, dietas, treinos, para então alcançar a vitória. Nessa comparação que o apóstolo Paulo faz, temos três aspecto que nos chama atenção.
A CORRIDA: A corrida na vida cristã é necessária; não podemos ficar parados (Is 60.1) diz: “Levanta-te, resplandece, porque já vem a tua luz, e a glória do Senhor vai nascendo sobre ti”. Não estamos no mundo a passeio temos um compromisso com a palavra de Deus, tanto em relação as nossas vidas, como à vida do próximo que ainda não conhece a Jesus. A corrida tem os seus regulamentos.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

O GRANDE AMOR


     AMOR!


Mateus 22.36:40 "Ame o Senhor seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento. Este é o primeiro e o maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ame o seu próximo como a si mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas.”.
            Toda a lei e os profetas podem ser resumidos no Amor. Amor a Deus sobre todas as coisas e amor ao próximo como a nós mesmo. Por amor, obedecemos a Deus e servimos ao nosso irmão.
            A obediência a Deus é a prova de que o amamos. Pois quem guarda a sua palavra o amor de Deus está verdadeiramente aperfeiçoado nele. (1 João 2.4-6); o amor e serviço aos irmãos é a prova de que somos cristãos, assim como Jesus deus a sua vida por nós, tbm devemos das a nossa vida pelos irmãos. (João 13.34-35; 1 João 3.15-18).
         

segunda-feira, 2 de maio de 2011

ESSE É O MEU REI


A Bíblia diz que o meu Rei é um de sete vias King:
Ele é o rei dos judeus - que é um rei racial.
Ele é o Rei de Israel - que é um Rei nacional.
Ele é o Rei da Justiça.
Ele é o Rei dos séculos.
Ele é o Rei dos Céus.
Ele é o Rei da Glória.
Ele é o Rei dos reis e Ele é o Senhor dos senhores.
Esse é o meu rei.
Bem, eu me pergunto se você conhece.
Davi disse: "Os céus proclamam a glória de Deus e o firmamento
revela a sua obra. "
Meu Rei é um Rei soberano - nenhum meio de medida pode definir sua
amor sem limites.
Nenhum telescópio previdente pode trazer à visibilidade o litoral da
Sua fonte de praias.
Nenhuma barreira pode impedi-lo de derramar suas bênçãos.
Ele é sempre forte.
Ele é totalmente sincero.
Ele é eternamente firme.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...